A diferença entre música popular e erudita

Se um segmento é mais conhecido e apreciado pelo público, o outro apresenta-se de forma mais formal e restritiva
Harpa parte da música erudita secular
Música erudita tem raízes nas tradições da música secular e litúrgica ocidental e segue cânones preestabelecidos

Todos os segmentos da música têm a sua importância, mesmo que tão diferentes. Na música popular brasileira, por exemplo, houve o cruzamento de diversas tendências. Elas vão desde o lirismo português, que veio com a família real, ao forte elemento rítmico de origem africana, sendo uma das manifestações o samba urbano do Rio de Janeiro.

Há ainda uma grande influência do folclore, vindo de várias regiões brasileiras, e a sofisticação harmônica do jazz, que resultaram no movimento da bossa nova e num grande número de tendências musicais, que sempre caem no gosto da população. Por este motivo, aliás, é denominada música popular.

Música erudita é o nome dado à principal variedade de música produzida ou enraizada nas tradições da música secular e litúrgica ocidental, que envolve um período amplo, que vai aproximadamente do século IX até a contemporaneidade, e segue cânones preestabelecidos no decorrer da história.

A popular está sempre sendo tocada e consequentemente é mais conhecida e apreciada. A erudita, por sua vez, não está inserida na maioria dos meios de comunicação e acaba por ficar afastada do grande público. Ademais, a própria estrutura de um concerto da música chamada erudita apresenta-se de uma maneira mais formal e também restritiva.

Jorge Ben 
Foto: Natalia Bezerra
Música popular, como a produzida por Jorge Ben Jor, é mais tocada e conhecida do que a música erudita. Foto: Natalia Bezerra

Há semelhanças e diferenças básicas entre as músicas chamadas popular e erudita, mas é preciso apresentar a música de concerto para o grande público. Trabalho com um projeto de formação de plateia em música na cidade de Goiânia. Posso afirmar que para a maioria das pessoas que assistem a um concerto pela primeira vez os mitos da erudição são descontruídos. Elas apreciam e querem voltar. Por isso, é preciso conhecer para escolher.

A audição proposta neste post é de música popular executada por um conjunto de violoncelistas da Alemanha. Ouça os 12 violoncelistas da Orquestra Filarmônica de Berlim em performance com arranjos de Valter Despali de Mas que Nada do brasileiro Jorge Ben Jor e, em seguida, o Tema da Pantera Cor de Rosa do compositor estadunidense Henri Mancini.

Observe a música popular tocada por um conjunto de câmara “erudito”. Independentemente da natureza, música boa é música bem tocada. Aproveite!

Boa audição!

*Depois, deixe seu comentário e vamos papear também nas redes sociais!

Um comentário em “A diferença entre música popular e erudita

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: