MORITZ MOSZKOWSKI (1854-1925)

compositor francês de origem polaca


Moritz Moszkowski (18541925)

Segundo o dicionário GROVE de Música, o Estudo é uma peça instrumental destinada basicamente a explorar e aperfeiçoar uma faceta particular da técnica da execução.

As origens dos estudos concertísticos, destinados tanto à apresentação pública quanto à didática do piano podem ser muito bem compreendidos a partir dos Estudos de Muzio Clementi (1752 – 1832), Johann Baptist Cramer (1771 – 1858), Carl Czerny (1791 – 1857), Ignaz Mocheles (1794 – 1870), Frédéric Chopin (1810 – 1849), Franz Liszt (1811 – 1886), Nikolayevich Scriabin (1872 – 1915), Claude-Achille Debussy (1862 – 1918) Moritz Moszkowski (18541925) e muitos outros.

Clementi (1752 – 1832), Cramer (1771 – 1858), Czerny (1791 – 1857) Mocheles (1794 – 1870), Scriabin (1872 – 1915), Debussy (1862 – 1918)

Os estudos do compositor Moritz Moszkowski francês, de origem polaca, embora menos conhecido atualmente, foram muito respeitados e populares no final do século XIX. Seus Estudos de Virtuosidade e suas Danças Espanholas são tocados por pianistas até hoje ao redor do mundo.

Sua fama como compositor reside principalmente em suas peças para piano, escritas num estilo romântico lembrando a estrutura composicional de Schumann (1810 – 1856) e Chopin (1810 – 1849).

Schumann (1810 – 1856) e Chopin (1810 – 1849)

Moritz Moszkowski apresentou seu primeiro concerto, em Berlim na Alemanha, seguindo para várias cidades europeias em turnê antes de se fixar em Paris.

 Em uma destas apresentações tocou o Concerto n. 1 para piano e orquestra de Franz Liszt tendo na plateia o próprio compositor, que, diga-se de passagem, era o “pop star” do período chamado romântico. Conseguir a aprovação de Liszt era a porta de entrada para o sucesso.

Franz Liszt (1811 – 1886)

Depois de viver a fama, a sucesso de Moszkowski entrou em declínio ao enfrentar problemas de saúde e lidar com a perda de sua esposa e filha.

Infelizmente, o gosto musical da época e a opinião pública se voltaram contra o compositor, à medida que o novo século avançava e ele mantinha sua obra enraizada nas tradições do século XIX.

Moszkowski tornou-se recluso e com a produção musical diminuída à medida que sua popularidade caia. 

Seus últimos anos foram tristes e solitários. Moszkowski vendeu os direitos autorais de suas obras, investindo seus bens em títulos alemães, poloneses e russos que se tornaram inúteis com a eclosão da guerra de 1914.

Moritz Moszkowski (18541925)

Moritz Moszkowski morreu pobre e sozinho em Paris no dia 04 de março de 1925.

Ouviremos uma gravação do Estudo n. 6 em Fá Maior, dos Estudos de Virtuosidade Op.72 de Moskowski interpretado por Nelson Freire (1944) em uma gravação singular, com Freire ainda bem jovem.

Observe o talento e a maturidade musical de Nelson Freire evidenciada na performance do pianista, ainda tão jovem.

*Depois, deixe seu comentário e vamos papear também nas Redes sociais!

Um comentário em “MORITZ MOSZKOWSKI (1854-1925)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: