Elizabeth II (1926 – 2022)

uma rainha que adorava música

Princesa Elizabeth tocando piano no Palácio de Buckingham, 1946

A partir da noticia do falecimento da Rainha Elizabeth II (1926 – 2022) na ultima quinta-feira (08/09), a pauta de todas as mídias, gira em torno da trajetória da monarca britânica mais longeva da história.

Rainha Elizabeth II (1926 – 2022)

 A vida pessoal dos membros da família real britânica, sempre foi motivo de muita curiosidade. Porém, o que nem todos comentam é que a rainha adorava música, e, passou isso para seu filho Charles, o atual Rei.

Segundo o site oficial da rainha britânica, Elizabeth gostava de trilhas sonoras de musicais e de músicas da Guarda Britânica. Seu gosto era clássico e refinado.

O pai da rainha Elizabeth II, o Rei George IV (1895 – 1952), foi um generoso patrono da música de concerto e um devoto inabalável da vida musical da Grã-Bretanha, frequentando regularmente concertos, premiando músicos com as mais altas honras, apoiando bandas e orquestras militares do país além de incentivar o estudo de música das filhas.

 George VI ouvindo a Rainha Elizabeth (Rainha-Mãe) ao piano

A vida da princesa Elizabeth, junto com sua irmã, a princesa Margaret, foi banhada por música desde a tenra idade. A Rainha-Mãe (1900 – 2002)e a governanta das meninas ensinavam as princesas em casa, com foco em literatura, língua, história e música.

Ainda crianças na década de 1930, as princesas Elizabeth e Margaret passaram o período de guerra no Castelo de Windsor, onde foram colocadas sob a tutela do organista e compositor ingles Sir William Henry Harris.

Princesa Elizabeth e Princesa Margaret sentadas juntas ao piano no Castelo de Windsor, 1940

Aos 11 anos, a princesa Elizabeth aprendeu a tocar piano. A princesa Margaret era mais conhecida por ser a cantora e pianista da família, enquanto Elizabeth tinha uma paixão maior pelo ar livre, cavalos e cães, que ela nutriu ao longo de sua longa vida, sem deixar de cultivar o gosto pela música.

A princesa Elizabeth observa sua irmã, a princesa Margaret, tocar uma valsa de Brahms no piano na sala da escola no Palácio de Buckingham.

A rainha tinha dois títulos honorários em música, bacharel em música pela Universidade de Londres e doutora em música pela Universidade de Gales. Ambos obtidos antes de ela ascender ao trono como símbolo de sua devoção à música.

Como os pais, Elizabeth II soube apreciar as artes, e, passou esse legado aos seus filhos, principalmente ao, agora atual, Rei Charles III.

Quando criança, Charles era um membro assíduo da plateia, ao lado de sua avó, a rainha-mãe, nas casas de ópera e salas de concertos da Inglaterra.

A princesa Anne e o príncipe Charles com a avó, conhecida como a Rainha Mãe, em Windsor. A foto foi tirada pouco depois que as crianças viajaram para Tobruk, na Líbia, para se juntar ao rei e à rainha, que estavam fazendo um tour pelos países que já fizeram parte do Império Britânico, 1954

Em uma entrevista a Alan Titchmarsh, da Classic FM, em 2020, o então Príncipe de Gales ressaltou a importância e a necessidade urgente de nossa sociedade proteger e valorizar as artes, principalmente durante a pandemia. Rei Chalés III ainda declarou:

“É tão importante, eu acho, que os avós e outros parentes levem crianças com cerca de sete anos para experimentar alguma forma de arte em performance.”

O Rei do Reino Unido, Charles III, é um músico de coração, com um profundo amor pelo balé e pela música. Ele é defensor e patrono do mundo das artes, com patrocínios na Royal Philharmonic Orchestra, Associated Board of the Royal Schools of Music, Royal College of Music.

Charles III estudou violoncelo, trompete e piano. Com deveres reais e a expectativa do serviço militar, Sua Majestade deixou seu violoncelo quando se juntou à Marinha Real e à Força Aérea Real em seus 20 e poucos anos.

“Quando entrei para a Marinha, descobri que não era tão fácil levar um violoncelo em

Principe Charles estudando violoncelo

Vida longa ao Rei. Que ele mantenha o amor e o incentivo às artes.

Homenageando a família real britânica ouviremos “Skyline Pigeon” de Elton John (1947) a versão apresentada no Rock in Rio de 2015. 

O artista prestou homenagem à Rainha Elizabeth II após o anúncio da morte da monarca.  AtualmenteElton John está na turnê no Canadá, e, passou uma mensagem emocionante para a multidão que o assistia em Toronto.

“Ela é uma presença inspiradora para estar por perto, (…) eu estive perto dela e ela é fantástica. Ela liderou o país em alguns de nossos maiores e mais sombrio momentos com graça, decência e carinho genuíno. Tenho 75 anos, ela esteve comigo toda a minha vida”.

Elton John (1947) recebendo título Cavaleiro da Ordem do Império Britânico pela Rainha Elizabeth II, 1998.

Elton John foi um dos músicos condecorados com o título de Cavaleiro da Ordem do Império Britânico pela Rainha Elizabeth II.  Ele recebeu o título devido ao trabalho de caridade e contribuição para a cultura do Reino Unido. Se tornar cavaleiro é a maior honra dada pela monarquia britânica sendo destinada apenas para as personalidades que contribuíram notavelmente para a vida nacional britânica.

Observe a grandeza desse músico inglês!

*Depois, deixe seu comentário e vamos papear também nas Redes sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: